< ÚLTIMAS NOTÍCIAS

CNTur e Sebrae lançam pesquisa inédita sobre o PERFIL DO TURISTA E DOS SEGMENTOS DE OFERTA - Percepções e Comportamentos
11 de Julho de 2012


Durante entrevista coletiva à imprensa no dia 10 de julho de 2012 no auditório “Rouxinol” do Hotel Bourbon Convention Ibirapuera, a CNTur – Confederação Nacional do Turismo e o SEBRAE – Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas fizeram a apresentação à imprensa da pesquisa: “Perfil do Turista e dos Segmentos de Oferta - Percepções e Comportamentos”.

O estudo realizado pelas entidades, no âmbito do Projeto “Fortalecimento da Gestão das Micro e Pequenas Empresas do Turismo Brasileiro”, tem o objetivo de orientar o trade turístico em suas ações, apresentando informações sobre os principais perfis de consumidores de turismo do Brasil em relação a uma perspectiva ampla de viagem para destinos já consagrados e para destinos ainda pouco explorados.

Um dos pontos negativos mais evidenciados pelas pessoas consultadas refere-se ao alto custo do turismo no Brasil, em especial hospedagem e alimentação. O tema levou o presidente da CNTur, Nelson de Abreu Pinto, a justificar o fato como consequência do elevado ônus imposto ao setor produtivo do turismo, com taxas e tributos que encarecem a produção, o que reflete diretamente no consumidor.

“Por isso – disse Nelson de Abreu Pinto – é que a CNTur tem buscando junto aos poderes competentes, a desoneração mais ampla do categoria, para que a atividade se torne mais compatível com as condições econômicas do brasileiro e o turismo possa crescer harmonicamente em um todo no país”.

A Pesquisa

A pesquisa "Perfil do Turista e dos Segmentos de Oferta - Percepções e Comportamentos" traz informações sobre a visão de consumidores de turismo do Brasil em uma perspectiva ampla de viagem, tanto para destinos já consagrados e para destinos ainda pouco explorados. O trabalho, que busca orientar o trade turístico em suas ações.

O estudo inédito integra o projeto "Fortalecimento da Gestão das Micro e Pequenas Empresas do Turismo Brasileiro", uma parceria entre CNTur e Sebrae que abrange 22 estados e o Distrito Federal, com ações de capacitação em gestão focadas no aprimoramento, qualificação na prestação de serviços e, consequentemente, na ampliação da satisfação dos consumidores.

Alguns destaques do estudo:

1. Por ser uma pesquisa qualitativa, os dados contemplados trazem informações mais ricas e detalhadas sobre o assunto.

2. O estudo envolveu a realização de entrevistas com grupos focais, o que contribui para a compreensão e avaliação das necessidades, e as impressões que esse turista tem dos segmentos apresentados.

3. A pesquisa mostra que a indicação direta de pessoas que já visitaram os destinos eleitos (o chamado "boca a boca") é extremamente relevante. Ou seja, indica o quanto é importante a implementação de treinamento e qualificação profissional, hospitalidade e ética profissional, tanto para os empresários de MPE quanto seus funcionários.

4. A imagem do "fator inflação" do turismo brasileiro para o consumidor final demonstra a necessidade de transparência e a adequação do produto (prestação de serviços, qualidade e atendimento) ao preço cobrado, sendo um fator essencial para a experiência turística satisfatória.

5. A indicação de fatores que determinam a viagem e a escolha do destino são parâmetros vitais para a estruturação do plano de marketing de destinos e de estabelecimentos.

6. A fidelização e a satisfação dos consumidores têm como base primordial a experiência turística como um todo, principalmente em relação ao atendimento. Melhorias neste aspecto podem ser implementadas sem a necessidade de um grande investimento financeiro, fator relevante para os empresários de micros e pequenas empresas.

7. Receber bem um turista de negócios pode ser um fator importante para fidelizar e até alavancar as vendas de um destino, tanto para a oferta de novos produtos dentro de um estabelecimento, aumentando o ticket médio de seu cliente, como para a ativação de um novo destino (oferecendo parcerias para pequenos e médios eventos corporativos). Ou seja, se o empresário oferece uma gama diversificada de produtos agregados, sua receita pode aumentar consideravelmente, além de ser um passo importante para promoção e fidelização do cliente.

A Hora da Qualidade

O turismo brasileiro está vivendo sua década de ouro, com efetivo crescimento no número de turistas. É atualmente um dos principais eixos de crescimento da economia do país e instrumento de desenvolvimento sustentável e inclusão social, fato que exige políticas públicas e parcerias bem planejadas e executadas para melhor aproveitar esse momento de oportunidades, Neste cenário, uma das principais preocupações dos empresários do setor é a melhoria da gestão de seus negócios, especialmente as micro e pequenas empresas que representam 94% do total dos empreendimentos turísticos no país.

O objetivo é aprimorar a gestão de micro e pequena empresas da atividade turística, para prestar serviços mais eficientes e de melhor qualidade aos clientes e elevar a competitividades e sustentabilidade da cada uma delas.

O público alvo é de pelo menos 1.200 micro e pequenas empresas, através da participação de, no mínimo, 4.800 profissionais em todos os estados.

Clique aqui para fazer o download da pesquisa.